A serviço da autonomia, encorajo pessoas a expressar aquilo que importa

 

Conquistar autonomia no mundo digital não é para todo mundo. Nós comunicadores, achamos fácil não é porque queremos nos gabar, mas porque não tivemos escolha. De um tempo pra cá, aquele que não se adaptou às novas plataformas de comunicação, mudou de profissão ou não sei. 

Com medo da escassez, alguns profissionais têm preferido ocupar seu tempo fazendo algo que "não é seu". Desde que aprendi que o mundo digital é regido pela interação entre pessoas, pude entender que a melhor forma de ajudar quem precisa expressar o que importa não é colocando a mão na massa, mas oferecendo autonomia para que ele arregace as mangas e se empenhe em buscar o seu lugar ao sol.

Pessoas autônomas são pessoas autênticas, que erram, insistem, buscam ajuda e depois acertam. Às vezes é mais fácil dizer: "deixa que eu faço, vai", mas acontece que prefiro oferecer os recursos, dar assistência e pressionar para que meus clientes façam sozinhos do que fazer para eles. Sabe por quê? Porque, no final, é sempre mais gostoso.

É muito gratificante ver gente que a gente admira sendo admirado por cada vez mais pessoas e recebendo todo o mérito por essa conquista. Esse e o caso da H2C Arquitetura, um dos projetos que eu amo fazer parte. 

A H2C faz parte do coletivo Parkl[it] que trouxe os Parklets para o Brasil. Trouxeram para o mundo real as lojas da Dafiti e da Livo e acabaram de voltar de Hong Kong cheios de histórias para contar.  

Olha só quanta coisa legal eles fazem:

 
H2CParklet3
H2C Parklet
H2CParklet2
H2CLivo
H2CCasaeJardim
H2CHongKong
H2CMeGusta

Siga no Instagram: @H2CArquitetura