Caminhos autênticos de expressão: como criar os seus

 

Faz pouco tempo que me consegui encarar o esforço de me comunicar com os meus aparelhos. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, eu não tenho tanta facilidade assim em me expressar usando as redes sociais. Quando a gente sente que tá falando sozinho, então (vide google hangout), pior ainda. 

Foram alguns anos tentando entender de que maneira criar consistência e relevância para comunicar o meu trabalho. Eu sabia que o conteúdo que eu tinha poderia ajudar outras pessoas, mas daí a criar um fluxo de publicações constante e profundidade, foi um mar de tentativas e erros. 

Ainda tenho muito a melhorar (sempre temos), mas, se a gente ficar esperando o momento perfeito para começar, nunca daremos o primeiro passo. Nesse fim de semana, conversando com a Rafa Cappai na Oficina de Texto e Foto com celular, ela me falou que às vezes olha para o feed de uns tempos atrás e tem vontade de apagar tudo. Mas, que é bom ver a evolução! Nessa hora pensei comigo: não sou só eu que quero excluir tudo!

Bom, escrevo esse texto para dizer que a minha necessidade de autoexpressão (meu trabalho exige que eu seja um exemplo daquilo que ensino), criei um passo a passo para que o processo fosse mais tranquilo. E, de fato, depois que eu entendi que o conteúdo por si só não vale nada, que antes dele existem uma série de coisas que precisam se alinhar, eu consegui entender o que fazia sentido para me apresentar ao mundo. 

Em meio à tanta coisa irrelevante que a gente vê por aí, às vezes fica difícil de acreditar que dá pra consumir conhecimento na internet. Em meio à tanta informação e tentativa de marketing fajuto, às vezes a gente fica descrente de que é possível encontrar uma comunicação autêntica, que esteja interessada em ajudar alguém a algo e não somente em vender, vender e vender. Não é?

Como forma de compartilhar o caminho das pedras da comunicação online para quem está começando a empreender, como eu há três anos, eu criei o curso de Identidade Digital (existem outros serviços também, mas o trunfo deste é que é online e ao vivo). 

Teremos 4 encontros com bate-papo e exercícios práticos para entender:

A nível de identidade: o que te diferencia das pessoas que oferecem o mesmo produto ou serviço que você? 
A nível de relações: quem são as pessoas que podem te ajudar a fazer com que o seu negócio continue existindo?
A nível de processos: como você oferece o que você tem de melhor?
A nível de recursos: o que você precisa para se expressar e ser visto e lembrado por quem precisa de você?

Se você sente que está precisando dessa mãozinha ou tem algum amigo que precisa, me ajude a chegar a até ele? São poucas vagas e eu quero poder ajudar o maior número de pessoas a criarem seus caminhos autênticos de expressão. 

As inscrições podem ser feitas por aqui: www.bit.ly/identidadedigital1

 
Mayara CastroComment