O importante é saber se reinventar

 

Minha segurança vem da minha força de trabalho. Se me esforço, tenho. Se não, não. O trabalho é meu ato de coragem, meu ativismo, minha liberdade. É onde projeto minhas escolhas, onde me fortaleço e me entrego, de peito aberto.  

Muitas vezes é a minha válvula de escape, meu refúgio, minha luz no fim do túnel. Quando tudo tá ruim ou deixa de fazer sentido, ele é o primeiro a se sentir tocado. É nele que mexo e remexo, reinvento, transformo. Ele muda comigo e eu com ele.

Meu trabalho é um reflexo de mim mesma, da vida que tanto quis. Nunca fui de ter horários. Com ele, eu tenho. Nunca fui de disciplina. Com ele, eu tenho. Nunca fui artista. Com ele, eu sou.

Através dele, visto outras vidas, me vulnerabilizo, rio junto, choro junto, cresço junto. Cada pessoa que tenho a oportunidade de conhecer é única e com elas, vêm histórias, contextos, traumas, experiências, dilemas, prazeres, instabilidades, conquistas, medos e novas esperanças.

Aprendi, no dia a dia, a colecionar frases soltas e juntar em parágrafos. A cruzar informações, a unir pessoas, a tornar uma o exemplo da outra. Aprendi assim, a compor minha própria história.

Quanto mais conexões eu faço, mais chances eu tenho de ajudar o outro e aperfeiçoar a mim mesma. E não é que a vida é assim? A gente vive o que tem que viver para plantar e colher o que precisa aprender.

Minha força de trabalho é o símbolo de toda minha ousadia e realização. É o que me eleva e o que me tira da zona de conforto e depois, coloca em outra, pra me testar.

Nesse sentido, se o conhecimento que a gente já é alguma coisa para alguém, porque sempre achamos que não somos bons o suficiente?

O importante é saber se reinventar.

Quanto mais oportunidade você der às pessoas de usufruírem do que você tem a oferecer, mais conexões você fará, mais gente você ajudará, mais fontes de renda você terá.

Às vezes, o que incomoda não é o que você faz, mas a maneira com que aquela função é feita, não é?

Sente que precisa de autonomia e liberdade? Então crie um trabalho que te dê isso.
Sente que precisa ter domínio do seu próprio tempo? Então crie um trabalho que te dê isso.
Sente que precisa se dedicar mais aos seus projetos pessoais do que dedicar todo o seu tempo aos seus clientes? Então crie um formato de trabalho que te dê isso.

Não deu certo? Reinventa.

Mais importante que a sua mensagem em si, é a forma com que você vai entregá-la.

Se você não oferecer oportunidades para acessá-la, ela ficará presa na gaveta.

 
Mayara Castro1 Comment